Preço – Mocinho ou Bandido?

Parece até brincadeira, mas preço não é mole, pois ele faz uma diferença tremenda no crescimento de uma corporação através do seu posicionamento diante do mercado. Quem não gosta de comprar mercadoria boa e barata!

Quando analisamos a outra ponta, da empresa, dar se o inicio do problema. Imaginemos como seria bom não dar descontos e vender ganhado uma margem fantástica, fácil, não é? Vender e ter a certeza do lucro.

Vire agora para o atual mercado, onde as empresas estão como gladiadores em busca de mais um cliente, todos querem crescer, pois ganha quem trabalhar melhor. Acredito que existe uma tríade base que determina o sucesso da empresa, pois todas as outras ou quase todas, derivam do desdobramento desses três fatores sendo eles: Tributação, Compras precificação.

Talvez está perguntando o Porquê? Pelo simples fato de termos um sócio majoritário chamado estado, que pode aumentar seu faturamento quando bem entender, através de alterações de leis ou criação de novas alíquotas, isso recai diretamente no o custo da empresa que se não for repassado ao consumidor quem paga a conta, nem precisa falar…

Como vimos no post sobre tributação de medicamentos, temos vários fatores que influenciam na rentabilidade de uma empresa.

Dessa forma podemos dizer que não existe preço sem custo e imposto.

Sabemos que preço é um dos principais fatores de escolha do cliente em relação a uma empresa, embora acredite que o primeiro seja: ter o produto, depois atendimento e em terceiro lugar o preço.

Em relação ao Título do post, posso afirmar que o dever de casa tem que ser muito bem feito, pois ao subir o preço corre o risco de não vender e se não subis corremos o de prejuízos, e agora José?

Consegue entender como a coisas não é fácil, mas entenda não é impossível, tenhas algumas atitudes e faça. Veja essa formula de formação de preço:

 

PV = CMV + C.F / [1-(CD%+TB%+DC%+IMP%+LUCRO%)]

 

Isso mesmo a fórmula básica para pode formar o preço do seu produto, mas e como fazer isso para produtos com preços regulados? Como dar descontos e ainda ter lucros?

Nosso Treinamento sobre precificação pode te dar a resposta.

 

Veja essas dicas imperdíveis.

 

  1. Comprar bem, veja o post sobre compras
  2. Calcular
  3. Definir o lucro desejado
  4. Calcular CMV da mercadoria
  5. Definir políticas claras de precificação
  6. Vender bem
  7. Foco no resultado financeiro da empresa.

 

Como podemos ver o fator preço pode definir o sucesso ou derrota de uma empresa, sendo necessário investimento em tecnologia de dados, pesquisa e atitude do administrador, seja ele farmacêutico ou apenas proprietário do negócio.

Tenho visto várias empresas abrirem suas portas e em pouco tempo fechar, gerando prejuízos a todos. Todos devem estudar e aplicar, e procurar manter margem.

Provavelmente deve estar perguntando, mas como existem empresa que vendem produtos a preço de fábrica, ou seja, elas não ganham nada? A resposta correta é ganham sim, através do volume de compras, dos volumes nas vendas, nas negociações com os fornecedores e através das deduções possíveis nos impostos, sabe aquele ditado que na indústria de carne nada se perde, “poise” essa deve ser a sua na farmácia. Não pode perder nada.

Gratidão por ter você até aqui e vamos continuar no próximo post,

Abraços do Diógenes Leite.

 

 

 

Deixe seu Comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *