Margem ou Markup — Qual a Melhor Opção para a Minha Farmácia?

Quer ganhar quanto? Até parece besteira, provavelmente iremos responder: “Lógico que quanto mais, será melhor”, mas será possível em um negócio, ou seja, na sua empresa você ganhar o que determina ou acredita que merece, tem certeza que isso acontece?

Tenho certeza que agora a história mudou um pouco, e verá nesse post que precisamos agir e ter muito cuidado nessa decisão. Nesse material não encontrará apenas informações vagas, mas sim uma parte do meu treinamento em Tributação de medicamentos, resolvei liberar para você. Se fizer a diferença, agregando valor curte lá a nossa página no facebook, ok?

Quando falamos em margem e markup existem dois conceitos possíveis de lucratividade, o ganho pelo custo ou pela venda. Vamos ver o que interessa direto ao ponto sem rodeios, pois, isso irá determinar todo o escopo de trabalho de sua empresa, como vai obter dinheiro?

Sendo o markup lucratividade pelo custo e a margem pela venda, quero já lhe informar que não existe o certo ou errado e sim conceito aplicado da forma correta, tomando o cuidado para não ter prejuízos.

Não podemos ir pelo achômetro e sim termos uma metodologia definida na empresa de lucratividade e todos envolvidos no processo têm de saber exatamente como funciona, não deixando espaço para erros na precificação.

EXEMPLO DE MARKUP

Comprei uma mercadoria por R$ 100,00, (cem reais), quero ganhar 30% de margem, seu valor de venda será R$ 130,00, ou seja, ganho pela compra.

Obs. Não considerei os custos como impostos, etc. Apresento de forma didática para que entenda o conceito, na prática, e aprender rápido sacou?

Quando tratamos de margem o cálculo é completamente diferente.

 

EXEMPLO DE MARGEM

Comprei um produto por R$ 100,00 cem reais, quero ganhar 30% de margem, lembra que falei que nesse método ganha pela venda?

“Poise” como calcular esse lucro real?

Use essa fórmula: PV= custo/ (1-margem %).

Vamos lá: PV= 100,00/ (1 – 30%)

PV= 100,00/ (1-0,30)

PV= 100,00 / 0,70

PV= 142,86

, ou seja, 42,86% de markup para obter a margem de 30% real pela venda.

Entendeu? Muito fácil não é.

 

Obs. Segue o Passo a passo da regra para margem.

 

Como não podíamos ficar sem uma situação inusitada, demostrando o perigo real em utilizar o markup. Vamos a um problema prático e sua solução como indicação.

 

EXEMPLO DE ERRO

O Senhor Sucesso tem 1000 unidades de fraldas descartáveis encalhadas e resolve fazer um desconto, para descartar estoque e recuperar o dinheiro investido, pois, mercadoria parada gera custo e custo é despesa, certo? Lembrando que a mercadoria custou R$10,00 cada unidade e foi aplicado um markup de 40% para a formação do preço.

 

Preço de venda (R$14,00)

Desconto aplicado (35%) sobre o preço de venda, para formar a promoção.

Desconto aplicado em valor (R$ 4,90)

Preço vendido com desconto (R$ 9,10)

Preço de custo do produto (R$10,00)

Prejuízo de (R$ 0,90), isso mesmo noventa centavos por unidade, mas lembre-se ele tinha 1000 unidades, consegue imaginar!

 

Dica do Diógenes; nunca aplique desconto no mesmo nível de markup, ou melhor, use sempre a margem para a formação do preço no seu negócio de varejo, pois, estará blindando o custo criar ofertas de preços. Meu negócio é a sua farmácia de sucesso.

 

Até o próximo post, Diógenes Leite.

Deixe seu Comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *